Vacina contra aftosa tem dosagem alterada

Notícias

Publicado em: 8 de maio de 2019
Vacina contra aftosa tem dosagem alterada

e2b5f33f-3df7-4dfd-b8a9-33cacda97eca

A primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra febre aftosa vai até o dia 31 de maio em 24 estados e no Distrito Federal. A previsão é de imunização de 216,6 milhões de bovinos e 1,4 milhão de bubalinos. Os estados do Espírito Santo, Acre e Paraná são os únicos que vacinarão apenas animais jovens com até 24 meses de idade. Já o estado do Amapá fica fora dessa etapa, mas vacinará todo seu rebanho nos meses de setembro, outubro e novembro. O estado de Santa Catarina é o único que não vacina mais, pois é considerado livre da doença sem vacinação.

Nesta etapa, somente serão utilizadas as vacinas com 2ml, que são bivalentes, com os vírus do tipo A e O. A sua composição é diferente da utilizada nas campanhas passadas, especialmente para diminuir a formação de abcessos e, mantendo o mesmo nível de proteção dos animais. “Os produtores devem estar conscientes do seu papel e fazer a vacinação corretamente, conservando a vacina na temperatura de 2 a 8 graus, aplicando, preferencialmente, debaixo do couro, na tábua do pescoço dos bois e búfalos”, alerta o diretor do Departamento de Saúde Animal e Insumos Pecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Geraldo Marcos de Moraes.

A eficácia e a segurança do produto serão preservadas, mesmo com essa redução da dose, segundo o MAPA. Países como Argentina, Uruguai e Bolívia já adotam essa prática, com resultados satisfatórios, tanto em relação à diminuição às reações, quanto na preservação da potência da vacina. O Brasil já é reconhecido como livre de febre aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal e pretende retirar totalmente a vacinação no país até 2023.

Mesmo com essa mudança, os cuidados com a conservação das vacinas devem continuar. Lembre-se:

  • As vacinas devem ser adquiridas somente em lojas registradas;
  • Verifique se estão na temperatura correta: entre 2° C e 8° C.
  • Para transportá-las, use uma caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre.
  • Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação. Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Mas lembre-se: só vacine bovinos e búfalos.
  • Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas na caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. A higiene e a limpeza são fundamentais para uma boa vacinação.
  • Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 2 ml.
  • O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele. Aplique com calma.
  • Lembre-se de preencher a declaração de vacinação e entregá-la no serviço veterinário oficial do seu estado juntamente com a nota fiscal de compra das vacinas.

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print