UFU realiza prova de avaliação de touros Senepol

Notícias

Publicado em: 13 de janeiro de 2016
UFU realiza prova de avaliação de touros Senepol

Universidade Federal de Uberlândia, com apoio da ABCB Senepol, promove a segunda edição da prova de eficiência alimentar

Avaliar, identificar indivíduos superiores e multiplicar. As provas de avaliação genética são fundamentais para a evolução e o crescimento sustentável de qualquer raça. Quanto mais informação de confiança se tem, de um animal ou raça, maior é a certeza de bons resultados.

A credibilidade e responsabilidade da instituição avaliadora é determinante para a confiabilidade dos dados gerados. Dessa forma, a ABCB Senepol, mais uma vez, é parceria da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) na promoção da segunda edição da Prova de Eficiência Alimentar de Touros Senepol, realizada na Vitrine Tecnológica da Fazenda Capim Branco, em Uberlândia (MG).

O presidente do Conselho Deliberativo Técnico (CDT) da ABCB Senepol, Pedro Crosara Gustin, ressalta que a associação procura apoiar iniciativas de instituições que possibilitem gerar dados que resultam no melhoramento genético do Senepol no Brasil. “Além de validar os resultados, a ABCB Senepol busca estimular os criadores a avaliar seus rebanhos. Os resultados de avaliação dão sustentabilidade para a raça a longo prazo. Queremos oferecer à pecuária nacional um touro que cubra a vacada no campo, mas que seja extremamente eficiente”, afirma.

Convite_2_Prova_EA_UFU

TECNOLOGIA DE CONFIANÇA

A tecnologia canadense Grow Safe é um dos diferenciais da prova, aferindo, de maneira precisa, o Consumo Alimentar Residual (CAR) e o Ganho em Peso de cada animal. A partir disso, é possível identificar os indivíduos com maior eficiência alimentar (comem menos e ganham mais peso). E não basta apenas ganhar peso: o animal precisa transformar o que come em carne de qualidade, em rendimento de cortes nobres, características que são identificadas através da ultrassonografia de carcaça, da mensuração da Área de Olho de Lombo (AOL), Acabamento e Marmoreio. O Perímetro Escrotal também é avaliado, para considerar a fertilidade dos touros.

Pedro Crosara afirma que a eficiência alimentar é um item extremamente relevante tecnicamente porque mostra o individuo real. “A prova avalia o indivíduo e dá uma referência para o criador do seu trabalho de melhoramento genético, pois possibilita avaliar os filhos dos raçadores e das doadoras”, ressalta.

COMO PARTICIPAR

Os pecuaristas interessados em participar devem preencher a ficha de inscrição e enviar para o e-mail carinauf@famev.ufu.br, entre os dias 12 e 18 de janeiro. A prova contará com no mínimo 25 e, no máximo, 60 touros. Para serem avaliados, os animais devem ser puros de origem (PO) com registro genealógico de nascimento, nascidos entre 01/10/2014 e 30/11/2014, com peso mínimo de 325kg. Cada criador pode inscrever até cinco animais.

ENTRADA DOS ANIMAIS

A recepção dos animais ocorrerá entre os dias 25 e 27 de janeiro, mediante apresentação do atestado negativo de brucelose e tuberculose bovina, registro genealógico de nascimento e contrato assinado em duas vias. O início da prova será no dia 28 de janeiro, e o término em 28 de abril de 2016. O investimento para participação na prova será de duas parcelas de R$ 650,00 por animal.

Mais informações podem ser obtidas com Wagner Pereira Guimarães, da FUNDAP, pelo tel. (34) 3228-7924 e pelo e-mail carinauf@famev.ufu.br

Assessoria de Imprensa

Gustavo Ribeiro – Berrante Comunicação  

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print