Senepol em foco na universidade

Notícias

Publicado em: 21 de maio de 2021
Senepol em foco na universidade

Técnica inspetora da ABCB Senepol palestrou sobre a raça para estudantes de Zootecnia de Rondônia, com grande repercussão

O conteúdo da disciplina de “Noções em Morfologia e Preparo de Animais”, das turmas do 7º e 9º período do curso de Zootecnia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Cacoal, teve uma matéria especial sobre a raça Senepol. O programa elaborado pelo professor Ph.D., Marcos Antônio de Oliveira, foi apoiado pelos conhecimentos da técnica inspetora do Serviço de Registro Genealógico (SRG) e do Programa de Melhoramento Genético do Senepol (PMGS), a zootecnista Patrícia Eloísa Tormen. A videoaula, programada para 1h30 de duração, estendeu-se bastante por conta do interesse e dos questionamentos dos 47 alunos que acompanharam a apresentação e as explicações, que eram complementadas pelos dois especialistas.

“A escolha da raça Senepol para esse conteúdo se deu devido às suas características de adaptabilidade e eficiência em pastagens do Centro-Oeste e Norte do Brasil, principalmente Mato Grosso e Rondônia. O intuito também era apresentar aos alunos que existem outras raças além das tradicionais taurinas, para serem utilizadas no cruzamento com o rebanho zebuíno, no sentido de se obter híbridos de alto desempenho e ótimos índices zootécnicos. Além disso, outro foco foi mostrar as características raciais, a sua avaliação e fatores relacionados com o registro genealógico da raça”, disse o professor Marcos.

O IFRO, assim como todas as instituições de ensino, adaptou a grade, que é cumprida de forma remota, inclusive para as matérias teórico-práticas da disciplina, e a técnica Patrícia disse ter ficado feliz com a receptividade dos alunos ao programa, que contou com temas considerados fundamentais para a compreensão de como a ABCB Senepol trabalha de forma comprometida com o desenvolvimento do rebanho no Brasil:

  • Senepol: Caracterização Racial e Registro Genealógico.
  • Senepol no mundo e no Brasil.
  • Informações produtivas, reprodutivas, acabamento de carcaça e de adaptação de cruzado Senepol observadas em fazendas do Brasil.
  • Caracterização racial de machos e fêmeas Senepol observados pelos técnicos inspetores, no momento de efetivar RGN/RGD (Registro Genealógico de Nascimento e/ou Definitivo).
  • Importância e fundamentação do padrão racial, características funcionais, produtivas e reprodutivas para a seleção de bons reprodutores e matrizes.

Os objetivos de despertar a curiosidade, gerar interesse, estimular a pesquisa e a busca de informações, além de ampliar o conhecimento dos universitários que, em breve, estarão inseridos na cadeia produtiva da bovinocultura como agente diretos e formadores de opinião, foram alcançados com êxito. “A interação dos alunos foi muito boa, tivemos um bom tempo só respondendo às dúvidas sobre o cruzamento industrial, sobre a raça Senepol e suas principais características observadas a campo. Considero essa iniciativa de extrema relevância, pois Rondônia é um estado que respira agronegócio e a pecuária é um dos pontos mais fortes nesse âmbito. Hoje, contamos com efetivo de rebanho de bovinos e bubalinos de 13,9 milhões de cabeças, distribuídos por 5.860.878 hectares. Quanto mais eficiência em menor área e maior qualidade da produção tiver essa atividade, melhor para todos e, principalmente, para o meio ambiente”, avaliou a técnica Patrícia, que também levou aos estudantes muitas informações específicas dos avanços do Senepol pela região.

“A raça Senepol tem se mostrado muito produtiva. Como técnica que viaja pelos estados de Rondônia, Acre e Amazonas, percebo o quanto os animais se adaptaram e estão se mostrando cada vez mais eficientes, precoces e produtivos a campo no clima tropical que temos aqui na região Norte do Brasil. Os produtos desse cruzamento têm sido largamente utilizados, tanto na engorda a campo quanto nos confinamentos, e os resultados são excelentes. Também observamos nas fazendas que as fêmeas são ótimas mães e emprenham cedo, e temos usado muito os animais como receptoras de embriões. Além disso, os produtores de genética Senepol na região, que já estavam investindo junto à ABCB Senepol e dispondo de animais registrados e avaliados também pelo PMGS/Embrapa Geneplus, observam gradativamente a valorização dos seus produtos”, destacou a zootecnista.

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print