Raça Senepol mais uma vez comprova desenvolvimento

Notícias

Publicado em: 17 de julho de 2013
Raça Senepol mais uma vez comprova desenvolvimento

Durante a 19º Feicorte, ABCB Senepol apresentou novo planejamento de marketing da raça e números que comprovam 50% de crescimento

O mercado da carne bovina é crescente nos últimos anos. Seja pela globalização ou pela exigência de paladar, foi preciso reinventar. O antigo modo de fazer já não é tão mais produtivo: o produtor rural precisa integrar os sistemas para atingir novos níveis de produção.

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC) calculou que as exportações brasileiras de carne bovina somaram US$ 3 bilhões no primeiro semestre deste ano, um valor jamais alcançado até então, sendo assim um volume de 672,6 mil toneladas de carne exportadas, e até o final do ano as negociações podem atingir a casa de US$ 6 bilhões. Dados como este representam a inserção de tecnologia no campo e principalmente a utilização de novas práticas nos rebanhos nacionais.

Aconteceu entre os dias 17 e 21 de junho, em São Paulo, no Centro de Exposições Imigrantes, a 19º Feicorte. A feira é conhecida por ser a maior do setor produtivo de carne bovina do país e destaca como principal vitrine do setor, referência em qualidade, pesquisa, tecnologia, equipamentos, produtos e serviços.

A Associação Brasileira de Criadores de Bovino Senepol (ABCB Senepol) participou da feira confirmando um crescimento de 50% da raça (se comparado com 2010), e o número de 165 associados. A raça está em 14 Estados brasileiros e o rebanho nacional de gado Senepol chega a 25 mil animais. Dados favoráveis ao desenvolvimento, tanto à pecuária bovina quanto ao crescimento do taurino no Brasil.

Neste ano, a raça foi para São Paulo com 150 animais, provenientes de 23 criatórios de seis Estados diferentes, além de dois leilões que aconteceram durante a feira. O grande destaque apresentado durante a semana foi o projeto de marketing apresentado: Heterose a pasto – simples e lucrativa. Contrapondo os dados do ano de 2012, a raça cresceu, uma vez que no ano anterior foram apresentados apenas 13 criadores e 96 animais, além de um único leilão durante a Feicorte.

A heterose é também conhecida por vigor híbrido ou choque sanguíneo. Este é um fenômeno pelo qual os filhos provenientes de cruzamento de raças diferentes apresentam melhores desempenhos, como maior produtividade, resistência e precocidade que seus pais.

O presidente da ABCB Senepol, Gilmar Goudard, ressalta a importância de participar da feira. “A Feicorte, por ser tão expressiva, passa a ser uma referência para a raça, pelo crescimento que temos em cada ano. Em toda edição, somos surpreendidos pela qualidade e quantidade de criadores, além da melhoria genética dos animais ano a ano. Os animais estão cada vez mais apresentáveis, mais bonitos e com disponibilidade de carne maior e um peso superior”.

A Feicorte foi a demonstração da grande movimentação de crescimento do gado Senepol no Brasil. Os corredores onde os animais estiveram expostos demonstravam o interesse dos pecuaristas pelo taurino vermelho e aplicação de novos manejos no campo. A utilização de heterose é a mais útil e extensiva aplicação da genética contemporânea. Processo de resposta rápida, sendo ainda o método que pode utilizar mais intensamente as qualidades existentes nas raças puras.

E pela primeira vez com dois leilões, o resultado foi totalmente positivo, com excelentes preços e 100% de liquidez. O trabalho de divulgação e apoio à raça foram comprovados. Com uma média de R$46 mil, foram comercializadas doadoras, novilhas e bezerras. As promotoras dos eventos foram a Nova Vida, 3G e Parceiros do Senepol.

IMG_5028 IMG_4754

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print