PRIMEIRO TÉCNICO DE REGISTRO DA ABCB-SENEPOL APOSENTA E SERÁ HOMENAGEADO

Notícias

Publicado em: 15 de agosto de 2016
PRIMEIRO TÉCNICO DE REGISTRO DA ABCB-SENEPOL APOSENTA E SERÁ HOMENAGEADO

Primeiro técnico habilitado do Serviço de Registro Genealógico da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB-Senepol), o médico veterinário Júnior Fernandes será homenageado durante a 53ª Exposição Agropecuária de Uberlândia – Camaru 2016, que acontece entre os dias 26 de agosto a 7 de setembro. Depois de 16 anos atuando na entidade, ele vai se aposentar da atividade de técnico de registro. “Meu compromisso era ajudar a expandir a raça no Brasil e hoje posso dizer, com orgulho, que dei a minha contribuição como técnico. Planejei trabalhar até quando surgissem novas equipes e estou ciente de que estamos nas mãos de técnicos com competência para dar prosseguimento a esse processo, portanto é hora de passar a batuta e dar oportunidade aos mais novos”, diz Júnior Fernandes, que se formou em Medicina Veterinária pela UNESP-Jaboticabal em 1986. Seu pai, o criador José Antônio Fernandes Netto, da Grama Senepol, ajudou a trazer a raça para o Brasil, no ano 2.000, tornando-se sócio número 1 da associação.

 

Scan_20160809_163759_001

Como primeiro superintendente-técnico da então criada ABCB-Senepol, em 2002, ele participou da nacionalização de grandes animais importados e viu o desenvolvimento do Senepol no Brasil. “Foi um grande aprendizado da minha vida trabalhar como técnico, rodei bastante, numa época em que a associação ainda era uma entidade pequena”, lembra. “A raça cresceu pelo potencial que sempre enxergamos nela e pela consciência dos criadores em selecionar animais superiores, por isso chegou aonde chegou e ainda vai crescer muito mais”, prevê.

Em 2004, Júnior Fernandes passou a membro do Conselho Deliberativo Técnico (CDT) da segunda diretoria da ABCB-Senepol, onde permanece até a atual gestão. “As palavras não conseguem traduzir a dimensão da colaboração que você deu para construir esse legado genético que tem e terá reflexos muito positivos na pecuária de corte mundial. Em nome do Serviço de Registro Genealógico da raça Senepol, só temos que agradecer não apenas pelos ensinamentos que você nos transmitiu, mas também pelo companheirismo, apoio, incentivo e parceria, que conquistaram nosso respeito e admiração. Você sempre será o nosso mestre”, declara o superintendente técnico da associação, Celso Menezes.

O adeus é apenas ao Serviço de Registro Genealógico, pois Júnior Fernandes prometeu não deixar de participar do CDT, órgão da associação com membros que ela mesma nomeia para tratar de todos os assuntos inerentes à  raça, validar programas de avaliação, parametrizar índices de programas de melhoramento e discutir aspectos levantados por criadores com o objetivo de contribuir para a evolução e a expansão da raça, além de regular o próprio SRG. Desde a sua criação, Fernandes foi convidado por todas a gestões. “Quando for chamado, estarei sempre pronto para arregaçar as mangas e trabalhar em benefício do Senepol”, conclui.

 

JR Fernandes A

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print