Embrapa investe em pesquisa com animais da raça Senepol.

Notícias

Publicado em: 9 de outubro de 2011
Embrapa investe em pesquisa com animais da raça Senepol.

* Fonte: Revista Globo Rural (on line) / Embrapa

A Embrapa Gado de Corte, unidade com sede em Campo Grande, MS, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), acaba de formar mais um rebanho taurino adaptado – o Senepol. O primeiro rebanho adaptado adquirido há alguns anos e utilizado nas pesquisas foi o Caracu, e a partir de agora a Embrapa conta com mais uma opção em seus trabalhos de melhoramento genético, o Senepol, resultado da cruza entre o Red Poll com N’Dama.

O Senepol é uma raça adaptada ao calor, resistente às doenças tropicais, fértil, que apresenta bom acabamento de carcaça e carne de boa qualidade – macia e suculenta, bem ao gosto do consumidor.

A formação do rebanho na Embrapa teve a colaboração de dois criadores da raça em Mato Grosso do Sul, os pecuaristas Roberto Coelho da Fazenda San Francisco, e de Ivo Reich da Fazenda CMI. “A colaboração desses criadores foi fundamental para a formação do rebanho Puro de origem importada (POI). Os animais serão utilizados em pesquisas da Embrapa e como unidade demonstrativa do programa de melhoramento da raça Senepol”, informa o pesquisador Roberto Torres, supervisor dos trabalhos. Segundo Torres, a Embrapa Gado de Corte já fez pesquisas com a raça Senepol, tendo sido utilizada em avaliações de cruzamentos de raças taurinas adaptadas e um teste de touros em parceria com a associação americana de criadores de Senepol.


Matrizes Senepol – Embrapa.

Os pecuaristas que se dispuseram a colaborar com a Embrapa colocaram suas melhores matrizes para coleta de ovócitos (células sexuais produzidas nos ovários dos animais), doaram o sêmen de reprodutores, de materiais utilizados na sincronização das receptoras, fizeram parceria para a realização da maturação dos ovócitos e cobriram custos diversos como o de transporte para a coleta e de mão de obra especializada utilizada para realizar os trabalhos como de acasalamentos das doadoras, inoculação dos embriões, dignóstico de gestação e sexagem dos embriões. “Coube a Embrapa disponibilizar as matrizes utilizadas como receptoras e executar o manejo dos animais durante o processo de implantação. Sem dúvida, uma parceria digna dos resultados proporcionados”, declara Roberto Torres. O pesquisador informa também que foram implantados 121 embriões e destes, resultaram 31 prenhezes de machos e 22 de fêmeas. Estas prenhezes, explica Torres, são oriundas de 17 das 24 vacas coletadas e de 10 touros diferentes. “Se considerarmos também os avôs maternos, temos um total de 19 touros diferentes o que ajudará o rápido estabelecimento do rebanho Senepol da Embrapa”.

Os animais oriundos destas prenhezes se unirão aqueles provenientes do cruzamento absorvente com o Senepol que serão apresentados para registro. A expectativa da Embrapa é estabelecer um rebanho de 100 matrizes puras da raça Senepol.

O crescimento da raça no Brasil

A raça Senepol foi introduzida no Brasil em 1999 e hoje a estimativa é de que existam registrados no País 15 mil animais. O número de animais dessa raça tem crescido no Brasil e prestado uma importante contribuição na melhoria genética da raça nelore via cruzamento. A informação é do pesquisador Gilberto Romeiro Menezes que trabalha no Núcleo do rebanho da Embrapa juntamente com Roberto Torres. “A Embrapa começou a trabalhar com melhoramento genético da raça há dois anos e nesse trabalho são avaliadas características de reprodução, desempenho e qualidade de carne”, explica Menezes. Ainda segundo pesquisadores, um aspecto positivo é de que esses animais conseguem, com certa facilidade, montar nas vacas nelore e assim fazer o cruzamento sem problema.

O espaço na pecuária brasileira conquistado pela raça está ligado a uma série de fatores, entre eles a fertilidade, adaptabilidade, eficiência reprodutiva, produtividade e qualidade da carne, características necessárias para o sucesso na pecuária moderna.

O cruzamento entre raças, quando bem elaborado, oferece aumento de rentabilidade para o produtor, isso porque os produtos cruzados normalmente superam os de raças puras.
A procura por animais adaptados tende a aumentar, bem como o trabalho de cruzamento entre elas. A busca é por animais mais produtivos, que produzam carne saborosa e de boa qualidade, além de outros atributos.

O gado Senepol é de pelagem curta, cor avermelhada, resistente a parasitoses, carne marmorizada, precocidade sexual e bom acabamento. Segundo informações, a venda de sêmen tem crescido nos últimos anos o que indica um resultado satisfatório pelos usuários.

A pesquisa deverá comprovar por meio de trabalhos científicos as qualidades da raça que é indicada para o cruzamento industrial com zebuínos como o Nelore, e animais de 1/2 sangue britânicos e/ou continentais, aproveitando a heterose maternal e produzindo 100% heterose nos produtos com essas cruzas.

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print