Dados técnicos garantem o melhoramento da raça Senepol

Notícias

Publicado em: 8 de abril de 2015
Dados técnicos garantem o melhoramento da raça Senepol

Rompendo barreiras tradicionais de que as pistas de julgamento selecionam os melhores bovinos, outras provas tornam-se mais eficazes

10372862_441623602645897_5178905066250224387_o

Com o objetivo principal de zelar pela evolução da raça Senepol, membros do Conselho Deliberativo Técnico (CDT), da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol), reuniram-se para discutir a temática: pista de julgamento do taurino. Com o levantamento de vários tópicos, constatou-se que a garantia de um futuro promissor para a raça deve ser pautado em avaliações genéticas com foco em características ligadas à eficiência e produtividade.

As exposições agropecuárias têm grande relevância para as raças, pois proporcionam a integração entre criadores, a troca de experiência, divulgação da raça e comercialização de animais. A tradicional pista de julgamento, realizada nesses eventos, foi por anos uma importante ferramenta para o direcionamento dos processos seletivos de bovinos. No entanto, com o avanço das novas tecnologias de avaliação aplicadas no campo, e a crescente demanda do mercado por animais produtivos, essa alternativa perdeu sua importância para a promoção do melhoramento genético dos rebanhos.

“Ao retirar animais da fazenda e/ou do grupo de manejo dentro da propriedade para prepará-los para avaliação em feiras de agronegócio, compromete-se a formação adequada dos grupos de contemporâneos, cuja boa qualidade é peça chave nas avaliações genéticas”, declara Gilberto Menezes, pesquisador da Embrapa Gado de Corte e membro do CDT.

O atual cenário do agronegócio mundial exige a adoção de critérios de seleção que promovam a evolução da raça no sentido de maior eficiência produtiva e reprodutiva, os quais não são adequadamente avaliados em pistas de julgamento. Assim, segundo Menezes, o caminho para a evolução do Senepol passa pela coleta sistemática de dados nas fazendas de características direta ou indiretamente ligadas aos seus objetivos de seleção, o que permitirá a constante melhoria das avaliações genéticas e, consequentemente, da seleção na raça.

De acordo com argumentos expostos pelo criador de Senepol e presidente do CDT, Pedro Crosara, o objetivo inicial é demonstrar o direcionamento que a raça pretende alcançar com trabalhos de melhoramento animal, evitando os desvios de análise que as pistas podem provocar.

“A ABCB Senepol observou, em outras raças que realizam pistas de julgamento, que elas passam por um atraso no processo de melhoramento e evolução genética. Esse fato ocorre, pois foi dado um direcionamento para selecionar animais apenas pelo visual externo e não pelos aspectos que realmente agregam na produção – geração de carne para a pecuária nacional”, aponta Crosara.

Berrante Comunicação

Por Karina Mamede

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print