Curso sobre Senepol é destaque na Expogrande 2016

Notícias

Publicado em: 16 de maio de 2016
Curso sobre Senepol é destaque na Expogrande 2016

Expandir os conhecimentos técnicos sobre a raça Senepol e assim alavancar o desenvolvimento produtivo da raça. Foi com essa finalidade que a Associação Brasileira dos Criadores de Senepol – ABCBS realizou um curso para criadores e futuros investidores, oferecido nos dias 12 e 13 de abril, na semana Sou Senepol, durante a 78ª Expogrande – Exposição Agropecuária, em Campo Grande (MS). Dezenas de participantes assistiram às aulas teóricas e práticas.

As palestras foram ministradas por médicos veterinários, zootecnistas e um jornalista, todos ligados à pesquisa e a divulgação da raça. A intenção do curso é atualizar os criadores que já estão trabalhando com Senepol e apresentar a raça a criadores que desejam se tornar senepolistas.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Um desses potenciais senepolistas é o criador boliviano Álvaro Guzman que cruzou a fronteira em busca de mais conhecimento. O pecuarista trabalha com Nelore na região de Santa Cruz de La Sierra, perto da fronteira com o Brasil e, desde que fez os primeiros testes com Senepol na fazenda dele, ficou impressionado com os resultados. Guzman percebeu melhora no ganho de peso na desmama e maior rentabilidade com a nova produção. Mas o criador enfrenta dificuldades em seu país. “Lá há uma grande procura por matrizes Senepol, mas ninguém quer vender. Só vendem os touros. Como não posso levar animal vivo daqui por causa da legislação, vim me inteirar de como funciona pra eu fazer a compra de embriões”, disse o criador boliviano.

Durante a capacitação, o jornalista Daniel de Paula fez uma apresentação sobre a origem da raça, o histórico e a entrada no Brasil, há 16 anos. O superintendente técnico da ABCBS, Celso Menezes, falou sobre a importância do registro genealógico e regulamento do SRG da raça. “Pra manter essa curva de crescimento sempre autossustentável, nós temos que ter sempre um serviço de registro genealógico cada vez mais fidedigno, cada vez mais sério e responsável. Essa é a base de todo o processo para a gente dar mais garantias aos novos investidores e também garantir o progresso genético da raça”.

O padrão racial do Senepol PO, PC e seus mestiços foi assunto para o médico veterinário e presidente do CDT, Pedro Crosara.

Para o diretor de marketing da ABCBS, Ricardo Magnino, cursos como esse realizado em Campo Grande potencializam a criação do Senepol, expandindo oportunidades de Norte a Sul do País. “Ficamos surpresos com a adesão dos pecuaristas à capacitação. Quando produtores procuram investir na raça existem dúvidas que vão da origem à informação técnica e, por isso, acesso à informação é fundamental”.

Magnino, entusiasta do Senepol, reforça que a parte prática acrescenta ao pecuarista dados relevantes a raça. “O curso é mais amplo. O Senepol é um animal de alta precocidade, que consegue cobrir bem a vaca a campo. Além disso, o bezerro da raça é entre 30% a 35% mais valorizado. O animal tem um tempo de engorda um ano menor, transformando o animal mais sustentável, com uma carne mais macia”.

O superintendente da associação, Celso Menezes, se surpreendeu também com a adesão ao curso. “Tivemos um feedback muito positivo no curso de Campo Grande. Os participaram ficaram muito satisfeitos  com as informações apresentadas e o conhecimento adquirido. Está previsto outra capacitação durante a exposição de Uberlândia, em setembro”.

Geneplus, os rumos do Senepol no Brasil

 Apesar de todos os resultados comprovados de eficiência na produção de carne, a raça ainda é uma novidade no Brasil e precisa de pesquisas para nortear o desenvolvimento da produção. O Programa Geneplus desenvolvido pela Embrapa em parceria com os criadores tem se dedicado a pesquisa no campo da genética para ajudar o investidor a obter melhores resultados.

O banco de dados sobre as características ideais da raça está em contínuo desenvolvimento e a cada ano procura levar ao produtor os novos resultados. A apresentação do Geneplus foi feita pelo zootecnista pesquisador da Embrapa, Gilberto Menezes. “Nós precisamos a cada ano buscar novos parâmetros e definir pra onde queremos crescer” disse o pesquisador”.

As aulas teóricas foram oferecidas no auditório da Acrissul – Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, mas foi em uma propriedade rural do município que os criadores aprenderam, na prática, os conceitos sobre a raça. As características dos animais, as práticas de manejo que ajudam a melhorar o rendimento e os resultados obtidos com ajuda das pesquisas foram apresentados aos participantes. Depois da aula prática foi feita uma visita aos animais em exposição na 78ª Expogrande para conferir a qualidade do rebanho.

Prática e teoria ajudam a melhorar a qualidade da pecuária e os resultados para os criadores. É por isso que capacitação é sempre importante. “A necessidade de avaliar e conhecer melhor as características da raça, as virtudes, as potencialidades zootécnicas que a raça tem é muito necessário. Então, pra isso a gente tem que avaliar, pesquisar, investigar e investir muito em pesquisa”, afirmou o zootecnista Celso Menezes.

Grupo Publique

Jornalista: Tarcisio Silveira

assessoria@publique.com

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print