Animais da raça Senepol passam por vistoria técnica durante prova de eficiência alimentar da UFU

Notícias

Publicado em: 17 de abril de 2015
Animais da raça Senepol passam por vistoria técnica durante prova de eficiência alimentar da UFU

Inspeção dos técnicos da Associação tem por objetivo verificar se os taurinos estão em conformidade com os padrões do SRG

 20150413_112556[1]

Na última segunda-feira (13), os técnicos da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol) realizaram a vistoria técnica dos 38 animais de 16 criadores que participam Prova de Eficiência Alimentar de Touros Senepol. Realizada pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a avaliação acontece na Vitrine Tecnológica da Fazenda Capim Branco da UFU, até o dia 27 de abril, e conta com o apoio da ABCB Senepol.

 

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo Técnico (CDT), Pedro Crosara, o objetivo da vistoria é garantir o cumprimento das normas do Serviço de Registro Genealógico (SRG) da ABCB Senepol. “Nesta prova que a UFU realiza com bovinos Senepol, a inspeção é uma das etapas e garante que os animais selecionados,em termos de resultados, estão dentro dos padrões preconizados pelo SRG da raça”.

 

Crosara explicou que para serem classificados, os animais devem possuir o padrão racial estabelecido pelo SRG, não apresentando defeitos como batoque, problemas de chanfro e aprumos. “Assim, teremos plena certeza de que o indivíduo melhorador, em termos de desempenho produtivo proposto pela prova de avaliação da raça, é plenamente qualificado também pelo padrão racial descrito no SRG, não apresentando características desclassificatórias, de forma a garantir a todos os criadores que o indivíduo de melhor resultado avaliado pelos critérios definidos para a prova pela UFU, será realmente um exemplo de indivíduo a ser geneticamente seguido e deverá ser plenamente recomendado para multiplicar a genética, como doador de sêmen, dando assim uma enorme contribuição para a evolução do melhoramento genético da raça Senepol.”

 

O superintendente Técnico da raça Senepol, também integrante do CDT, Celso Menezes, destacou que os animais que não forem aprovados na vistoria técnica por apresentar características que comprometem tanto a parte racial como a de funcionalidade não terão seus resultados divulgados. “Dessa forma, os resultados somente serão divulgados dos animais que estão em conformidade com o SRG.”

 

A inspeção, que é uma das exigências da prova para que os animais recebam o Registro Genealógico Definitivo (RGD), foi feita pelos técnicos Alex Marconato e Rafael Cota Pacheco, com extremo profissionalismo e elevado senso de responsabilidade, avaliando os indivíduos, e não os criatórios, atitude esta que muito enriquece o valor da prova da UFU, que recebe o apoio da associação.

Marconato disse que durante a vistoria técnica é realizada a avaliação fenotípica dos animais, por dois técnicos de forma independente e depois em conjunto, validando todas as 9 características fenotípicas e 9 funcionais checando assim a integralidade do que se preconiza no SRG como padrão racial para a raça Senepol. “Após a conferência, o touro recebe a marcação a fogo na perna direita traseira.”

 

Assessoria de Imprensa / Berrante Comunicação

 

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print