ABCB Senepol pede fim da interferência de ONGs no agronegócio

Notícias

Publicado em: 6 de fevereiro de 2018
ABCB Senepol pede fim da interferência de ONGs no agronegócio

Sobre a decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), que concedeu liminar liberando a exportação de animais vivos para a Turquia, a Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol) reafirma sua confiança no trabalho idôneo do setor pecuário e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que rapidamente tomou medidas para resolver o problema. Por outro lado, a entidade vê com preocupação os constantes ataques de organizações sem fins lucrativos ao agronegócio brasileiro, um dos setores que mais gera renda para a economia brasileira.

O processo de exportação de gado vivo segue todos os procedimentos adequados para preservar o bem-estar dos animais durante o transporte, embarque e no decorrer da viagem até o destino. Esta é uma atividade mundialmente rotineira e, no Brasil, devidamente regulamentada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Somos um dos cinco maiores exportadores de animais vivos do mundo, com exemplares enviados a diversos países, tais como: Venezuela, Turquia, Líbano, Egito, Jordânia, Iraque, Angola e Tailândia.

É preocupante que afirmações infundadas feitas por ONGs que desconhecem totalmente o funcionamento do agronegócio sejam aceitas pela Justiça, prejudicando o país. Precisamos de segurança jurídica para continuar produzindo alimento para o Brasil e para o mundo. Não podemos aceitar que ações como essa prejudiquem toda uma cadeia produtiva e a economia do país.

Atenciosamente,
Pedro Crosara Gustin
Presidente

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print