Senepol é o queridinho das lives técnicas da pecuária

Notícias

Publicado em: 14 de Maio de 2020
Senepol é o queridinho das lives técnicas da pecuária

Um grande número de pecuaristas e criadores acompanhou a apresentação do médico-veterinário e coordenador do Geneplus para raças taurinas e compostas, Maury Dorta, repetindo o sucesso das duas primeiras edições do Webinar Senepol – A raça em foco. Durante quase duas horas de transmissão on-line o especialista tratou sobre a importância das avaliações intrarrebanho ou coletivas no trabalho de melhoramento genético e destacou também como os processos de seleção científica podem impactar a atividade pecuária, além de reforçar o bom trabalho que vem sendo realizado pela ABCB Senepol no PMGS (Programa de Melhoramento Genético do Senepol) em parceria com o programa Geneplus/Embrapa.

“O Geneplus trabalha com nove raças. E o Senepol é o único taurino que tem DEP e sumário genômicos no Brasil. São cerca de 100 rebanhos inscritos, com 187.000 animais avaliados, 3.274 indivíduos genotipados e 15 características avaliadas. É uma base fantástica para uma criação tão recente. Além disso, a Associação indica um norte para a seleção, com muita atenção às necessidades de mercado. Por isso, o rebanho tem características econômicas importantes sendo selecionadas, como, por exemplo, o controle da condição de musculatura dupla e o slick hair, que é a tendência a ter cada vez menos pelo e que contribui para o controle de ectoparasitas”, conta Maury.

O painelista apresentou diversos gráficos extraídos do Programa Geneplus/Embrapa que mostram a evolução do rebanho avaliado e os ganhos genéticos da raça nos últimos 10 anos. “Hoje, o PMGS tem 205 rebanhos inscritos. Com certeza, os animais que estão na média do rebanho são muito superiores aos que estavam na mesma posição há dez anos. O mesmo acontece para o grupo de cabeceira, em que os melhores de hoje são ainda muito superiores aos líderes do passado”, disse o coordenador do Geneplus.

E para manter os gráficos de tendências em ascensão, foram reforçadas várias recomendações sobre a importância da inserção dos plantéis no programa, a participação e a realização de provas zootécnicas, além da geração de dados de qualidade.
“As provas são importantíssimas, tanto intrarrebanho quanto coletivas. A Safiras, por exemplo, já teve 19 edições. Outro diferencial do Senepol, e que é marcante, é o da realização também de provas para fêmeas. A maior parte das raças desenvolve esse tipo de estudo exclusivamente com os machos”, disse Maury.

O 3º Webinar Senepol – A raça em foco sobre Provas Zootécnicas, com Maury Dorta, coordenador do Geneplus, foi uma verdadeira aula sobre o funcionamento global do PMGS, a relevância de todas as variáveis do complexo de informações que integra o programa e como a publicação e a análise dos dados do rebanho impactam a melhoria geral do rebanho nacional.

Compartilhar

Email Facebook Google LinkedIn Pinterest Twitter Print